Do garimpo no Pará ao Governo do Amazonas.

Impulsionado pela onda de mudança na política nacional, Wilson Lima terá quatro anos para enfrentar os problemas que afetam o estado.
Wilson Miranda Lima, o governador eleito do Amazonas pelo Partido Social Cristão, é um dos personagens que consolidaram a narrativa de mudança na política brasileira nas Eleições de 2018.
Ele confirmou neste domingo (28) uma sólida vitória contra Amazonino Mendes (PDT), um dos caciques da política nacional, que desde 1983 foi três vezes de prefeito de Manaus e quatro vezes governador do Amazonas.
Com 97,41% das urnas apuradas, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ele somava, às 20h15, um total de 1.020.568 votos, abrindo uma diferença de mais de 300 mil votos para o segundo colocado.
Wilson Lima tem como vice o defensor público Carlos Almeida (PRTB) e contou, em sua coligação, apenas com o apoio de um partido, a Rede Sustentabilidade.
*Origens nordestinas* – Wilson Lima nasceu em 26 de junho de 1976 no município de Santarém, no Pará, às margens dos rios Tapajós e Amazonas, distante 807 quilômetros de Belém.
Suas origens estão no Nordeste: o pai, o comerciante José Lins de Lima, já falecido, era do Ceará; a mãe, a dona de casa Maria Miranda Lima, é do Piauí. Foram para a Amazônia na década de 1970, em busca de uma vida melhor.
Mais velho de seis filhos, Wilson passou a infância e a adolescência no garimpo Creporizinho, município de Itaituba, no sudoeste do Pará.
Dessa época, lembra-se das pessoas varrendo as sarjetas em busca de restos de ouro e dos mergulhadores que vasculhavam as barrancas dos rios à procura do metal.
*Trabalho como jornalista* – Começou a trabalhar aos 15 anos, como locutor de rádio em Itaituba, onde também foi apresentador de TV. Em Santarém, começou a carreira como repórter de televisão.
Em 2006, decidiu mudar-se para Manaus. Na capital Amazonense, foi repórter de TV, apresentador de rádio e concluiu o curso de jornalismo.
Em 2010, assumiu a apresentação do programa Alô Amazonas, na TV A Crítica, líder de audiência no Estado. Comandou a atração até junho deste ano, quando o PSC confirmou seu nome para disputar o Governo do Amazonas.
Casado com Taiana Lima, professora do ensino fundamental na rede pública de Manaus, Wilson é pai de Ugo, 20, e Úrsula, 18, filhos de um relacionamento anterior.
*Desafios à frente do governo* – Sem nunca ter disputado cargo eletivo antes (chegou a ser indicado para a vaga de vice-prefeito em uma coligação nas eleições de 2016, mas seu nome não chegou às urnas), Wilson Lima terá pela frente o desafio de comandar um Estado três vezes maior que a Espanha, com graves problemas de segurança (nas cidades e nas fronteiras), baixos indicadores de saúde e educação, metade da população vivendo abaixo da linha da pobreza e um dos maiores índices de desemprego do Brasil.
(Visited 527 times, 2 visits today)

Comente esta matéria

Please enter your comment!
Informe seu nome aqui