Subiu para oito o total de crianças resgatadas de uma caverna inundada na Tailândia, segundo as autoridades militares do país. Os meninos, membros de um time de futebol juvenil, estavam presos no local há duas semanas. Restam ainda mais quatro crianças dentro da caverna, além do técnico da equipe, mas a operação foi dada como encerrada por hoje.

Após serem retirados da caverna, os meninos foram levados de ambulância até o hospital de Chiang Rai. Eles ficarão isolados de seus familiares enquanto realizam exames para detectar se contraíram alguma doença.

As autoridades estão se apressando para resgatar as crianças – que têm de 11 a 16 anos – e seu treinador devido às chuvas de monções que atingem a região nesta época do ano. Técnicos têm bombeado água para fora da caverna e disseram que a forte chuva que caiu de madrugada não elevou o nível de água do complexo de cavernas.

Os meninos e seu técnico foram explorar o local no dia 23 de junho, após o treino de futebol, e foram surpreendidos por uma chuva que inundou o local. As equipes de buscas levaram 10 dias para localizar o grupo, que se abrigou numa parte seca do complexo.

O caso tomou proporções internacionais e o governo dos Estados Unidos enviou técnicos para ajudar no resgate. Na missão de ontem, participaram 13 mergulhadores estrangeiros e cinco membros da Marinha tailandesa. Na noite de quinta-feira, um ex-mergulhador tailandês morreu enquanto trabalhava como voluntário nos esforços de resgate colocando cilindros de oxigênio ao longo da rota utilizada para chegar às crianças. (Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press)

Estadão Conteúdo

(Visited 22 times, 1 visits today)