A divisão de investigação de abuso infantil e sexual da Scotland Yard está investigando mais três denúncias de assédio sexual contra o ator Kevin Spacey. Com isso, já são seis os casos de conduta inapropriada envolvendo o ator enquanto estava em Londres.

De acordo com o site TMZ, três homens vieram a público no começo deste ano com alegações distintas: um deles relatou um incidente em Westminster ocorrido em 1996; outro reportou uma situação que aconteceu em 2008 em Lambeth, bairro em que Spacey trabalhou por 11 anos como diretor artístico do teatro Old Vic Theatre; e um terceiro caso teria acontecido em Gloucester em 2013.

Em novembro de 2017, a Scotland Yard abriu uma investigação após a denúncia de que o ator teria assediado sexualmente um homem em Londres em 2008. Poucos dias depois, a polícia anunciou que estava investigando mais dois incidentes: os dois teriam acontecido em 2005 em Lambeth e Westminster, respectivamente.

No mesmo mês, o Old Vic Theatre disse ter recebido 20 alegações de conduta inapropriada por parte do ator. A maioria dos casos aconteceu com atores jovens ou profissionais iniciantes.

Ganhador do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por Os Suspeitos (1996) e Melhor Ator por Beleza Americana (2000), Spacey viu sua carreira degringolar após a denúncia de assédio sexual feita pelo ator Anthony Rapp, de Star Trek: Discovery, em outubro de 2017. O incidente aconteceu em 1986, durante uma festa, quando Rapp tinha 14 anos.

Após a acusação, o ator usou as redes sociais para pedir desculpas, dizer que estava bêbado e que hoje vive como “um homem gay”. O pedido, no entanto, foi mal recebido pela comunidade artística.

Spacey ainda perdeu seu posto de protagonista na série House of Cards, um grande sucesso da Netflix que chegou a ser cancelado na época em que o escândalo veio à tona. O serviço de streaming, no entanto, retomou as filmagens para uma temporada final da série sem o ator, colocando a atriz Robin Wright como destaque principal na trama.

Estadão Conteúdo

(Visited 9 times, 1 visits today)