MANAUS – O Prefeito de Parintins, Bi Garcia (PSDB), nomeou pelo segundo ano consecutivo o ex-diretor e fiscal do Boi Caprichoso Harald Dinelly Alves de Souza como presidente da Comissão de Jurados do Festival Folclórico de Parintins. Harald é sócio do Boi Caprichoso e deixou de ser fiscal do bumbá no ano passado quando foi nomeado coordenador-geral da comissão organizadora.

O decreto n° 22/2018 com a nomeação de Dinelly foi publicado no Diário Oficial dos Municípios, editado pela Associação Amazonense de Municípios. Além dele, outros três membros irão compor a comissão: Joel dos Santos Braga, Rondinelle Farias Viana e Hudson Corrêa Lopes.

De acordo com o decreto, a comissão é responsável por selecionar  e promover a capacitação dos jurados e organizar a logística necessária para os convidados da banca julgadora, como passagens, hospedagem, transporte e alimentação.

O decreto levantou suspeita e a presidência do Boi Garantido está estudando a possibilidade de pedir a anulação da nomeação. A ação depende da decisão do presidente da agremiação, Fábio Cardoso. Na agremiação, no entanto, o clima é de revolta e desconfiança com a decisão do prefeito.

A reportagem conversou com Harald Dinelly, mas ao fim da conversa ele disse que não autoriza a divulgação do conteúdo, e pediu que fosse encaminhadas as perguntas por e-mail para ele se manifestar.

A reportagem também ligou para o prefeito Bi Garcia, mas as chamadas não foram atendidas. A assessoria do prefeito pediu que os questionamentos fossem enviados por e-mail, mas não respondeu até o fechamento da matéria.

Desconfiança

A desconfiança de membros do bumbá Garantido se deve ao fato de Harald, no cargo nomeado pelo prefeito, ter poderes para administrar a escolha de Jurados do Festival de Parintins, realizar a manutenção do banco de dados e treinamento dos jurados para o Festival Folclórico. Além disso, ele também pode recomendar à comissão organizadora a disponibilidade do local que hospedará os jurados do festival deste ano, nos moldes do artigo 3°, do Regulamento do Festival.

Em Parintins, fontes do boi Garantido disseram que a agremiação ingressou com pedido, protocolado no gabinete do prefeito Bi Garcia para anular a nomeação de Harald com urgência. A medida seria a última tentativa antes de judicializar a questão.

Os integrantes do Garantido também preveem que, do jeito que o processo se desenrola, e dada a proximidade do festival, há grande probabilidade de, novamente, não se chegar a um consenso em torno do julgamento para o Festival 2018.

Lembrando 2017

O Garantido, no documento enviado ao prefeito, enumera uma série de atos praticados por Haraldy, no ano passado, que teria prejudicado o boi-bumbá Vermelho e Branco.

Em 2017, foram escolhidos dois jurados que há dez anos haviam dado vitória ao boi Caprichoso. No ano passado, houve mudança no regulamento, e os ex-jurados foram convidados para julgar a festa.

Além disso, alguns nomes dos jurados teriam vazado dias antes do anuncio oficial no Festival de Parintins, quebrando o que reza o regulamento.

Ainda em 2017, antes de ser nomeado coordenador geral da comissão do Festival de Parintins, Harald Dinelli fez várias postagens nas redes sociais “zoando” a galera do boi Garantido.

Chico Cardoso

O Garantido, também pede que o prefeito Bi Garcia, anule a nomeação de Chico Cardoso, como membro da comissão organizadora do Festival de Parintins. Chico é membro do Conselho de Artes do Caprichoso, e em 2015 foi flagrado em gravações telefônicas com Armando do Valle, sobre suposta compra de jurados, num escândalo que abalou o Festival naquela ano. O caso chegou a ser investigado pela Secretaria de Segurança Pública e pelo Ministério Público do Estado do Amazonas, mas as investigações nunca foram concluídas.

Confira o decreto do prefeito Bi Garcia:

(Visited 83 times, 1 visits today)

Comente esta matéria

Please enter your comment!
Informe seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.