As principais bolsas europeias fecharam em altas apenas modestas nesta sexta-feira, 13. A reação nada apaziguadora da Rússia às movimentações dos chefes de governo dos Estados Unidos, França e Reino Unido sobre uma possível ação militar conjunta na Síria parece estar deixando investidores desconcertados, sem um posicionamento bem definido no mercado.

Na Organização das Nações Unidas (ONU), o embaixador da Rússia, Vassily Nebenzia, afirmou que o risco de uma possível ofensiva contra a Síria resultar em uma guerra entre russos e os americanos não podia ser descartado.

O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou com ganho de 0,10%, aos 379,20 pontos, e acumulou alta de 1,17% na semana.

Na agenda do dia também figuraram indicadores importantes. A Eurostat, responsável pelas estatísticas da zona do euro, revelou que a região da moeda única teve superávit comercial de 21 bilhões de euros em fevereiro, maior que o saldo positivo de 20,2 bilhões de euros registrado em janeiro.

Já a Destatis, a agência de estatísticas da Alemanha, apontou que índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do país subiu 0,4% em março ante fevereiro e registrou alta de 1,6% na comparação anual, ambas leituras em linha com expectativas de analistas ouvidos pelo Wall Street Journal.

Na bolsa de Londres, o FTSE 100 teve ligeira alta de 0,09%, para os 7.264,56 pontos e acumulou avanço de 1,13% na semana. Nesta praça, o Goldman Sachs recomendou a compra de ações da Melrose (+3,07%), que planeja adquirir a fabricante de peças para aeronaves e automóveis GKN (+2,80%). Além disso, os papéis da mineradora Glencore avançaram 0,98%, enquanto os do Barclays perderam 1,23%.

Em Frankfurt, o DAX 30 subiu 0,22%, para os 12.442,40 pontos, com ganho de 1,64% na semana. Após anunciar um novo executivo-chefe, a Volkswagen viu suas ações fecharem em alta de 0,39%. Ocupante do posto desde ontem, Herbert Diess afirmou hoje que a montadora não considera a possibilidade de ceder o controle de sua divisão de caminhões após abrir o capital do empreendimento. Neste pregão, os papéis da concorrente BMW avançaram 1,56%.

O CAC 40, da bolsa de Paris, avançou 0,11%, para os 5.315,02 pontos, e acumulou alta de 1,08% na semana. Entre as ações mais negociadas, as da petroleira Total perderam 0,60%, apesar da alta nos preços de petróleo, e as da siderúrgica Vallourec recuaram 0,67%.

Na bolsa de Milão, o FTSE MIB encerrou em alta de 0,11%, aos 23.330,32 pontos. Assim, teve avanço acumulado de 1,75% na semana. No noticiário político, repercutiu o pedido do presidente do partido Liga, Matteo Salvini, para que o Forza Itália e o Movimento 5 Estrelas “parem de brigar” e evitem a necessidade de se realizar uma nova eleição. Os papéis do Banca Carige perderam 1,20% e os da Telecom Itália cederam 1,44%.

Em Madri, o Ibex 35 fechou com ganho de 0,21%, aos 9.767,30 pontos, acumulando na semana uma alta de 0,87%. As ações da companhia energética Iberdrola escalaram 1,62%.

Já o PSI 20, da bolsa de Lisboa, caiu hoje 0,18%, para os 5.477,58 pontos, mas registrou ganho de 1,12% na semana. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Estadão Conteúdo

(Visited 4 times, 1 visits today)