Os minutos iniciais dos jogos são uma das grandes preocupações do técnico Jair Ventura neste momento no Santos. Após ver o time ser vazado três vezes antes dos 20 minutos das três últimas partidas, o treinador ressalta que ter atenção é aspecto fundamental para a equipe acabar com a série de tropeços no Campeonato Paulista.

Os sustos para os santistas no começo dos jogos se iniciaram na partida contra a Ponte Preta, em 25 de janeiro. Naquela oportunidade, o time foi vazado aos nove minutos do duelo no Moisés Lucarelli. A vitória, de virada, seria arrancada apenas aos 46 minutos da etapa final com o gol marcado por Rodrygo.

O compromisso seguinte teve cenário parecido. No Pacaembu, Gabriel Baralhas colocou o Ituano na frente aos 17 minutos. A reação veio novamente nos acréscimos da etapa final e com Rodrygo, mas só foi suficiente para evitar a derrota – a partida terminou empatada por 1 a 1.

Já no último fim de semana, a situação foi ainda pior para o Santos. Logo aos dois minutos, Antonio Carlos abriu o placar para o Palmeiras no Allianz Parque. O Santos ainda marcaria uma vez, com Renato, mas isso não impediu o time de deixar o estádio do rival derrotado por 2 a 1.

Essa situação preocupa ainda mais Jair Ventura e o Santos porque o próximo adversário do time no Paulistão conquistou a sua única vitória na competição com dois gols no começo. Foi ao abrir 2 a 0 com apenas nove minutos que a Ferroviária derrotou o Linense, por 2 a 1, na última segunda-feira, fora de casa.

Além disso, no seu único encontro anterior com um dos times grandes de São Paulo, abriu o placar aos 19 minutos, ainda que tenha perdido de virada para o Corinthians, por 2 a 1. Esse é um cenário que Jair não que ver se repetir no sábado, quando o Santos vai encarar a Ferroviária, na Fonte Luminosa, pela sexta rodada do Paulistão.

“Eles fizeram dois gols com nove minutos e temos sofrido com gols no começo. Temos que reverter isso. Precisamos melhorar nesse quesito. Vamos pôr isso em prática, entrar acesos, ligados, sabendo da dificuldade que sofremos para reverter. Que possamos sair na frente e conseguir nosso objetivo. O Santos tem que jogar sempre para vencer”, afirmou o treinador, preocupado em evitar novos tropeços no Paulistão.

Apesar do momento ruim, o Santos lidera o seu grupo, o D, no Paulistão, com sete pontos. Nesta sexta, o time já treina em Araraquara, local do duelo com a Ferroviária.

Estadão Conteúdo

(Visited 12 times, 1 visits today)