A Argentina voltou a preocupar seu torcedor às vésperas da Copa do Mundo do ano que vem nesta terça-feira. Nem mesmo a sentida ausência de Lionel Messi foi suficiente para explicar a surpreendente derrota por 4 a 2 para a Nigéria, de virada, em amistoso disputado na cidade de Krasnodar, na Rússia.

Tratou-se de mais uma exibição decepcionante da equipe de Jorge Sampaoli, como durante boa parte das Eliminatórias Sul-Americanas. Desta vez, porém, Messi foi poupado e não pôde salvar a seleção, como fez diante do Equador, quando marcou três gols e garantiu a suada classificação do país ao Mundial.

O resultado desta terça também deve gerar mais pressão sobre Sampaoli, que vem sido bastante cobrado por algumas opções controversas. Enquanto segue deixando Gonzalo Higuaín de fora das convocações, escalou nesta terça Cristian Pavón como titular do ataque. Outros nomes pouco expressivos, como o goleiro Marchesin, do América-MEX, e o zagueiro Pezzella, da Fiorentina, também foram escalados.

Mesmo assim, a Argentina saiu na frente nesta terça aos 27 minutos, em falta próxima à área cobrada com categoria por Banega. Aos 35, Pavón foi lançado pela direita, avançou à linha de fundo e tocou no meio para Agüero, que chegou sozinho para marcar o segundo.

A Nigéria só descontou aos 44 minutos, também em cobrança de falta, que Iheanacho bateu para marcar. O empate veio logo no início da etapa final, quando o jovem Lo Celso errou na saída, Iheanacho aproveitou e encontrou Iwobi na área para bater.

Desestabilizada, a Argentina sofreria a virada já aos oito minutos. Após boa troca de passes pelo meio, Iheanacho deixou para Idowu finalizar. E ainda daria tempo para o quarto gol, o mais bonito da partida. Iwobi recebeu na meia-lua, colocou entre as pernas de Mascherano e bateu cruzado para selar o placar.

Outra seleção que vai à Copa e atuou nesta terça é a Islândia. E o time europeu decepcionou ao não passar de um empate por 1 a 1 com o Catar, em Doha. Kjartansson abriu o placar para os visitantes, mas Mohammed Muntari, já nos acréscimos, deixou tudo igual.

Estadão Conteúdo

(Visited 1 times, 1 visits today)