O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), ainda não se assumiu oficialmente como pré-candidato ao Palácio do Planalto em 2018, mas seu nome começa a ganhar força fora das fronteiras de São Paulo. Após um almoço com lideranças políticas do Estado no sábado, 5, o governador do Amazonas, David Almeida (PSD) defendeu o nome do tucano.

“Eu aposto no novo e luto pela mudança. Por isso o João Doria é uma boa alternativa para 2018”, disse Almeida.

Na semana passada, foi o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), quem sinalizou apoio ao prefeito paulistano durante um almoço que reuniu 450 empresários em Curitiba. “O prefeito está fazendo história em São Paulo. Espero que, em breve, o João Doria coloque o estilo empresarial de governar em todo País”, disse Richa. Doria, que estava na plateia, agradeceu o gesto.

O afago do governador paranaense repercutiu no PSDB e foi visto por tucanos ligados a Doria como uma sinalização de apoio a uma eventual candidatura dele ao Palácio do Planalto em 2018. Aliados do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que é padrinho político de Doria, observam com apreensão os movimentos do prefeito. Ambos são apontados como presidenciáveis da legenda.

Estadão Conteúdo

(Visited 4 times, 1 visits today)