Boto-vermelho, também conhecido como boto-cor-de-rosa, é um dos símbolos da Amazônia (Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP)

Cartilha integra programação da campanha Alerta Vermelho.

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) lança na segunda-feira (19) oficial da cartilha intitulada “Guia de identificação das principais espécies de peixes comercializados como douradinha”, para conscientizar sobre o combate às atividades ilegais de caça e pesca de botos da Amazônia.

O lançamento da cartilha faz parte das atividades da Campanha Alerta Vermelho, que se dedica à conservação dos botos da Amazônia.

A campanha busca impedir a matança do boto-vermelho (Inia geoffrensis), usado como isca para a pesca da piracatinga (Calophysus macropterus), peixe também conhecido como douradinha. O Alerta Vermelho pretende combater as atividades ilegais de caça e pesca, através do engajamento e da participação ativa das pessoas, dentro e fora da região amazônica.

A pesca e a comercialização da piracatinga estão proibidas desde o dia 1º de janeiro de 2015. A moratória foi usada como forma de conter a matança indiscriminada de botos e jacarés nos rios da Amazônia, que são usados como isca para a pesca do peixe. Até 2020, a pesca deste peixe está proibida.

Elaborada pelas mestrandas Angélica Nunes e Louzamira Biváqua e pela pesquisadora líder do LMA, Vera Maria da Silva, o guia será útil para a identificação desse pescado, muitas vezes já processado nos frigoríficos da região.

Fonte: G1

(Visited 6 times, 1 visits today)

Comente esta matéria

Please enter your comment!
Informe seu nome aqui