Com apoio da Fapeam, Fernanda Werneck, estuda efeito das mudanças climáticas em lagartos da Amazônia.

Após ser agraciada com o prêmio “Para Mulheres na Ciência”, em 2016, a pesquisadora Fernanda Werneck, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa-MCTI) receberá o prêmio internacional “Rising Talents”, nesta terça-feira (21), em Paris. Com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

A pesquisadora desenvolve estudos que investigam o efeito das mudanças climáticas em lagartos da Amazônia e do Cerrado.

Em agosto do ano passado, Fernanda foi uma das sete vencedoras da 11ª edição da premiação “Para Mulheres na Ciência”, iniciativa brasileira voltada às mulheres cientistas promovida pela L’Oréal Brasil, em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e Academia Brasileira de Ciências (ABC).

A bióloga realiza o estudo intitulado “Determinante da diversidade genética e evolução no ecótono Cerrado-Amazônia”, que busca investigar os padrões de diversidade genética e fluxo gênico de lagartos e os efeitos que as mudanças climáticas podem causar sobre a diversidade e estrutura genética no Cerrado, na Amazônia e na zona de transição entre esses biomas.

Fernanda Werneck é pesquisadora do INPA desde 2013 e entre os projetos que desenvolve com apoio da Fapeam destaca-se o intitulado “A história da paisagem e seus efeitos na evolução de nichos e diversificação da herpetofauna Amazônica”, realizado por meio do Programa de Apoio à Pesquisa (Universal- Amazonas).

(Visited 2 times, 1 visits today)

Comente esta matéria

Please enter your comment!
Informe seu nome aqui