Rafael Ceará acerta um direto de direita no rosto de Nego

Quem esperou para ver o main event da I edição do Nação Combat na madrugada deste sábado, na Quadra da Aparecida, não se arrependeu. À frente de quase quinhentas pessoas, o amazonense Rafael Ceará deu um show no octógono e venceu Leonílson Nego por nocaute. Para tanto, o lutador só precisou de dois minutos e meio do primeiro round.

 No início da luta, tanto Rafael quanto Nego conseguiram administrar a trocação. Mas, em poucos segundos, Ceará reagiu e sobressaiu com o boxe e muay thai, aplicando jabs, diretos e alguns chutes, principalmente na costela do adversário. Sentindo os golpes, o representante da academia Euler Viana não aguentou, caiu, e Ceará desceu o braço, aplicando várias marteladas sobre o adversário.

“Servi à mão”, brincou Rafael, após correr para abraçar a mulher Alciene Nascimento, com quem completou um ano de casado. “Eu estava pronto para o combate e não deixei escapar a oportunidade. Na hora que ele caiu, sabia que poderia ganhar vantagem e fui para cima. Hoje completo um ano de casado com minha esposa e dedico esta vitória a ela. Estou muito feliz”, disse o casca-grossa. Ceará está confiante que após faturar o Shooto Brasil 40 no final de junho, e agora vencer o Nação, o caminho para o Bitetti Combat está mais próximo.

“Quero muito estar entre os lutadores que vão pelejar pelo Bitetti e sei que com esses resultados a probabilidade de ser chamado aumenta. Estou mostrando um bom trabalho e acho que já provei que não brinco em serviço”, comentou o guerreiro da Nova União.
Para o adversário Nego, a perna machucada traiu o desempenho. “Não foi uma luta como eu queria. Gostaria de ter levado pelo menos para o segundo round e com a preparação que fiz, sei que era possível. Mas, senti a minha perna esquerda e não consegui ficar em pé. Ele aproveitou a oportunidade, mas garanto um resultado positivo numa revanche”, desafiou.

Co main event – Orlean Smith e André Leocádio, o Batata

Desde 15 de novembro de 2011 sem lutar, Batata mostrou na madrugada deste sábado que o tempo afastado só lhe rendeu mais paciência e persistência. Numa peleja difícil, Batata venceu após aplicar uma guilhotina, faltando apenas um segundo para o término do segundo round.

O combate começou com os dois lutadores se estudando. Em seguida, como um exímio faixa preta, Batata conseguiu derrubar o adversário e levar a luta para o chão, abrindo uma sequência de socos e mantendo a guarda. Numa ressalva, Orlean dominou o oponente, conseguiu ficar em pé e terminou o primeiro round metendo um chute na costela do lutador da Norte Fitness.

O segundo round começou com Orlean encaixando seu pé no rosto de Batata. Mas, administrado a vantagem construída na primeira etapa, Batata colocou a luta para o chão novamente e faltando apenas um segundo para o término do segundo round, encurralou o adversário e estrangulou “a presa” sem pena.

“Eu queria ganhar e ganhei. Foi difícil, duro, mas eu tinha um propósito e ele foi alcançado. Quero dedicar esta vitória a minha mãe, dona Graciene Leocádio, e dizer que ela apoiou muito o meu retorno. Isso aqui também é por ela, e agora ninguém vai me segurar”, afirmou Batata.

I edição do Nação Combat foi uma realização da Nação dos Craques, com apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel). Elogiando o card escolhido para o evento, sendo cinco lutas preliminares e cinco principais, o subsecretário da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), Elvys Damasceno, afirmou que o Nação Combat serviu como “cartão de visita” para muitos lutadores, que puderam mostrar sua força, garra e domínio de técnicas.

Confira os resultados:
Main event – Rafael Ceará (Nova União) venceu por nocaute Leonílson Nego(Euler Viana)
Co-main event – André Leocádio, o Batata (Norte Fitness), venceu por guilhotina Orlean Smith(Kratos)
8 -Marcelinho Pequeno (Alfa) venceu após Edione Santiago (Ass. Marcos Roberto) desistir do confronto no terceiro round
7 – Diego Guilherme (Top Life) venceu Rogério Pereira (Nova União) por decisão unânime
6 – Alex Pezão (Norte Fitness) venceu Cristiano Gualtama (Gualtama Team) por nocaute técnico aos 30 seg
5- Marcos Marajó (SD System/Checkmat) venceu Thiago Freitas (Clube Freitas) por nocaute técnico aos 4min39seg
4 -Sérgio Ribeiro (Nova União) venceu por desistência Elias Emanuel (Alfa)
3 – Josiel Zico (Norte Fitness) venceu Ítalo Silva por nocaute técnico
2 – Thiago Belo (Alfa) venceu por ponto Isaque Minotauro (Brazilian Top Team)
1 – Letson Brasil (Norte Fitness) venceu Dan Arlesson (Veiga Team) por pontos

 

Abertura – Super Luta: Jiu-Jítsu – Rodrigo Lira, da equipe Elvys Damasceno, massacrou e venceu por 3 a 2 de vantagem Emanuel Castro, da Checkmat.

Fonte: Semjel

Fotos: Antônio Lima

(Visited 15 times, 1 visits today)

Comente esta matéria

Please enter your comment!
Informe seu nome aqui