endividamento-ainda-vai-pagar-muito-caro

endividamento-ainda-vai-pagar-muito-caro
Nicácio da Silva*

“Não pode haver economia onde não há eficiência”. Benjamin Disraeli – Político Inglês
Em minhas crônicas sempre procuro fazer uma análise racional, isenta de tendências, quaisquer que sejam. Independentemente das posições ideológicas, não se pode ignorar a seriedade de certos assuntos que norteiam nossas vidas, seja social ou política. Ultimamente, estamos passando por falta de identidade cidadã em que os papeis diariamente são investidos no cenário Nacional.

Para os que acreditam em papai Noel, o Governo petista é o grande salvador da Pátria em que a figura de Lula é tida como “herói ou pai dos pobres”, por ter feitos vários programas assistenciais, após ter pago a dívida externa.
Para quem entende um pouco de economia sabe que contabilidade não comporta “arranjos”… Ou dá certo, ou se paga o ônus do “descaso”. Sendo apenas somente uma questão de tempo. A dívida interna aumentou e não se tem comentários sobre o tema. Eu gostaria de saber quem é que vai pagar por isso lá no fim da linha… Farão um novo confisco à lá Collor?

Esta semana assisti à palestra do economista Waldir Serafim que fez uma análise ponderada e muito bem explicada sobre a dívida externa e interna brasileira. Conforme seu relato, em 2002, o Brasil devia 851 bilhões de dólares, composto em 212 bilhões em divida externa e 640 bilhões com divida interna. E que no Governo de Lula, em 2007 foi pago a dívida externa. Isso é verdade, só que não explicaram para o povo brasileiro que para pagar a dívida externa, tiveram que aumentar a dívida interna em 1.400 trilhão. Ou seja, a dívida externa foi paga, mas a dívida interna quase dobrou.

Notadamente, desde 2010 não se vê mais na TV e em jornais algo dito que seja convincente sobre a dívida externa quitada. A razão está no final do governo de Lula que escondeu a volta da dívida externa de 240 bilhões e a interna de 1.650 trilhões, perfazendo um total de 1.890 trilhões em dívidas.

Contudo, nossa conclusão se pauta que, no governo de Lula a dívida do Brasil aumentou em um trilhão. Daí é que vem o dinheiro que o Governo Petista está gastando no PAC. Podemos dizer que não é com o dinheiro do crescimento, mas sim, com o dinheiro de endividamento.

Acredito que a máxima “os fins não justificam os meios”… Está sempre em voga. Será que não vão se lembrar disso, nunca? Ou os interesses escusos vão continuar nos ditames das normas autistas? Resta-nos a responsabilidade de pagar muito caro pela atitude perdulária do governo petista sem deixar nenhum beneficio real para o povo, mas apenas dívidas a pagar.

*Perfil do Articulista: Clique aqui.
[email protected]
www.manacaemfoco.blogspot.com

(Visited 14 times, 1 visits today)

Comente esta matéria

Please enter your comment!
Informe seu nome aqui